Turbulências

[performance audiovisual]

 Alto-falante e live images, Alessandra Bochio - Live electronics, Felipe Merker Castellani - Alto-falante e sintetizador, Isabel Nogueira - Objetos, alto-falante e live electronics, Luciano Zanatta

Turbulências é uma performance audiovisual criada de forma colaborativa e coletiva pelos artistas Alessandra Bochio, Felipe Merker Castellani, Isabel Nogueira e Luciano Zanatta. O trabalho parte da movimentação gerada em dois alto-falantes pela emissão de baixas frequências em um limiar inaudível aos ouvidos humanos. A partir da captura em tempo-real dessa movimentação, por meio de câmeras de vídeo e microfones, são geradas diferentes configurações sonoras e imagéticas que se desdobram em um intenso fluxo audiovisual.

Empatias mapeadas de Guto Requena

[instalação interativa]

Criação, Guto Requena – Criação Sonora e do sistema interativo, Felipe Merker Castellani e Nikolas Gomes – Design paramétrico, Guilherme Giantini – Produção e montagem: GTM Cenografia – Produção, Vitor Reis

A instalação interativa Empatias Mapeadas foi projetada com o auxílio de desenho paramétrico (formas geradas por um software paramétrico) e foi inspirada pelos templos de meditação. O resultado do protótipo é uma estrutura orgânica de madeira, digitalmente fabricada por uma máquina CNC. Sua forma ressoa em uma catedral que abriga confortavelmente um grupo de pequeno de pessoas que são desconhecidas umas das outras. Os batimentos dos corações dos interatores são capturados em tempo real no tocar do dedo via sensores instalados nos bancos. Os dados vitais são enviados para microfones e luzes que transformam a arquitetura em uma imensa escultura de emoções. O batimento cardíaco individual pode ser escutado, músicas são geradas por um software que intercala os sons e transforma todos os batimentos em uma sinfonia dirigida pelo pulso da vida. Luzes acompanham o mesmo ritmo, criando efeitos que seguem esse processo de imersão.

 
Empatias mapeadas

Fotografia de Rafael Frazão